Mensagem do Provedor

 


A Santa Casa da Misericórdia de Paris foi fundada há 24 anos por um grupo de ativos do social, preocupados já na altura com as dificuldades
 que enfrentavam alguns dos nossos compatriotas e cientes que a precariedade se iria agravar num futuro próximo. Confiaram nas suas capacidades para poderem propor  um melhor dia-a-dia, e deram as mãos num esforço comum propondo algum do seu tempo no sentido de responder às necessidades mais básicas das pessoas com dificuldades.

Os homens e mulheres que criaram a SCMP, como os que por ela passaram depois, fizeram um excelente trabalho.
 Hoje, esta instituição recebe, com a minha colaboração enquanto Provedor, um novo elemento de forma a prosseguir com este trabalho, uma obra da qual nos podemos orgulhar.

O mundo em que vivemos mudou muito em 24 anos, e ele é, hoje, cada vez mais global e inter-dependente mas mais individualista também. O tecido social e familiar sofreu muitas alterações (a coincidir com uma época) em que o próprio Estado se liberta cada vez mais do seu papel social.

Este conjunto de fatores facilita e facilitou a forte expansão e agravamento da precaridade que hoje toma múltiplas formas : crise alimentar, de alojamento, psicológica, social, laboral, familiar...

Ao nascer e perante a morte somos todos iguais : a diferença está no caminho que se percorre entre estes 2 pontos e compete-nos a nós, mais « afortunados », ajudar o nosso próximo a percorrê-los.

Fazemos um apelo e contamos com a vossa ajuda pois é da nossa responsabilidade dar continuidade ao trabalho da SCM de Paris iniciado há 24 anos. Cabe-nos agora a nós adaptar a Instituição com os meios indispensáveis à nova realidade.

Sei que a SCMP pode e poderá contar com a vossa preciosa ajuda para respondermos aos desafios que temos perante nós e enfrentar os perigos a que muitos dos nossos compatriotas estão confrontados.

O Provedor e a sua equipa ao serviço de todos.

António Fernandes

(Maio 2018)